fbpx

I am in a time of difficulty. As you know, I am coming from two ?? And I am battling injury. What’s most challenging, is being accustomed to a rigorous daily training routine, and not having that right now. I am now in my “nest”, trying to analyze and question myself, pray, analyze the good and bad of everything, try to grow, in every difficult time; and in looking forward, renew myself in order to conquer my goals realizing that whatever happens in my life will help me create a better future. I identify a lot with the Eagle.

The Eagle is the longest lived species of eagle, living up to 70 years (or 100). However, to reach this age, it must make a hard choice.

At the age of 30 (or 40, or 50), it flies to a high place, sheltered from the sun, where water is present, and there endures a harsh trial of endurance and change.

Its body has become overgrown with feathers, and its wings can’t move as well as they once could. It plucks all the feathers from its body.

Its talons have grown curled and useless. It plucks its talons from its feet.

Its beak has grown too long and curled. It breaks its beak against a rock.

Defenseless, it cries out and waits. Other eagles hear its cry, and come to aid it in its time of renewal. They fly overhead, scaring off predators, and bringing food to their incapacitated friend.

For 150 days (or 40), it drinks the water (some variations omit the food and other eagles) and waits for its feathers, beak, and talons to grow back.

An oil sack grows on its chest, over its heart. When its beak and feathers have grown back, it pierces the oil sack and spreads the oil on its feathers. (This variation sometimes omit the feather-plucking, saying the oil “heals” the broken or old feathers.)

Many Bald Eagles don’t survive this process, but those that do have the will to survive this time of change (trial, renewal, rebirth) fly away from the experience as young as a new eagle, with another 30 years of life (40, 50) still ahead.

So be like the eagles- in difficult times, you can live in isolation. But when you come back, come back stronger than ever.

Seja como as águias

Hoje coloquei uma frase no meu Instagram sobre os amigos e alguns comentários me fez perceber que quando estou em momentos de dificuldade,(como vocês sabem estou vindo de duas lesões seguidas, para um atleta ficar lesionado e pior situação, porque estamos acostumados a treinar o dia todo nossa rotina muda totalmente). Então nesse momento gosto de ficar no meu “ninho” tentando analisar e me questionar, orar, tentar ver o lado ruim e o lado bom de tudo que acontece, tento esclarecer, crescer em cada dificuldade, depois de um tempo, me renovo volto com mais gana de conquistar meus objetivos, sabendo que tudo que acontece em nossas vidas está nos moldando para melhor. Me identifico muito com as Águias.
Você já ouviu falar sobre a história da renovação da Águia?
Gosto muito dessa história…

A águia é a ave que possui maior longevidade da espécie. Chega a viver setenta anos.
Mas para chegar a essa idade, aos quarenta anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão. Aos quarenta ela está com as unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar suas presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil!
Então a águia só tem duas alternativas: Morrer, ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar cento e cinquenta dias.
Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma parede até conseguir arrancá-lo.
Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E só cinco meses depois sai o formoso vôo de renovação e para viver então mais trinta anos.
Em nossa vida, muitas vezes, temos de nos resguardar por algum tempo e começar um processo de renovação. Para que continuemos a voar um vôo de vitória, devemos nos desprender de lembranças, costumes, velhos hábitos que nos causam dor.
Somente livres do peso do passado, poderemos aproveitar o resultado valioso que a renovação sempre nos traz.

Por isso seja como as águias, nas horas de dificuldade você pode até se isolar, mas quando voltar, volte mais forte do que nunca.

“Se alguém está com Cristo é uma nova criatura; as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo.” Bíblia, Segundo livro aos Coríntios, capítulo 5 verso 17

IMG_1118.JPG

IMG_1117.JPG

Shopping Cart
There are no products in the cart!
Total
$0.00